quinta-feira, novembro 12, 2009

"A nova loira do tchan... deixa ela entrar"

.
Os tempos estão mudando – imagina! –, pelo menos é o que dizem. Até a nova loira do ‘tchan’, ressurgida das cinzas, desta vez foi condenada. Dizem que por pouco não houve apedrejamento em campus desfolhado. A loirinha de mini-saia foi acusada como uma madalena sem qualquer arrependimento. Afinal, arrepender-se de quê? Antes a palavra de ordem era boca da garrafa e rala coxa, shorts de laicra e top. Luz na passarela quando ela vinha, e foco maior de luz quando esta mesma voltava sacudindo o pandeirão. O perfil ideal era claro: “60 de cintura (que gostosura!), 105 bundinha (que bonitinha!), 1,70 de altura (ninguém segura!), mas que loirinha danadinha...” Agora, com o andar das novas modas, ou molduras, ao invés de abrir a roda e ‘deixar ela’ entrar, barra-se com requintes - quase ditatoriais - o ícone que nos mesmo elegemos desde os anos 90 e que ainda não perdeu seu posto de majestade (pelo menos para alguns). E como num jogo de quem mostra mais, cada qual mostra o que tem de melhor, que na verdade é o mesmo do que se tem de pior. Uns mostram as pernas, outros a pura-sincera-imaculada-benevolente – tudo junto mesmo – indignação por aquele par de pernas à mostra. Inveja? Não sei. Pudor? Só se for para me fazer rir. Aff... Mas como disseram, “os tempos estão mudando” e com isso, dali cartões vermelhos para a dana que parou um bloco inteiro. Mas sinceramente, fazer o quê? Sei que com ela nada. Adequada ela estava às molduras criadas de sensualidade gritante. Menos é mais! Talvez nós é que tenhamos nos esquecido disso e por isso devemos ser punidos. Sem Dó, nem Ré. Tão pouco piedade. Essa falsa madalena – tão falsa quanto todos nós, que se funde com a nova loira fênix do tchan, deveria era aproveitar os 15 min de fama e virar a nova capa do mês de dezembro da Playboy. Se as outras podem, por que ela não? Afinal, quem nunca teve uma mini-saia, que atire a primeira plataforma... oops pedra! Ah dá no mesmo...
.
.
[renato ribeiro]

6 comentários:

Guilherme disse...

A capa do mês de novembro é a atualmente loira Flávia Alessandra.

Ronaldo D`Carma disse...

o tipo de beleza e padrão do gosto popular nacional é um e o pudor é outro.
O julgamento nem sempre está paralelo ao gosto.

Maffei, Paulo disse...

Depois disso tudo só nos resta
apelarmos pelo uso da mini-saia, sem exceção de gênero, como uniforme acadêmico...

Carlos Renatto disse...

Hahhahaha... já temos nova canditada à capa da playboy... como eu não pensei nisso antes???
Abraços!!!

Adélia Carvalho disse...

Acho que nem adianta deixar ou não,ela vai entrar de todo jeito, né...rsrs...

kevin disse...

Mata Mblere

Moncler Jackets For Men

Jackets For Men

Moncler Outlet Platine