quarta-feira, janeiro 07, 2009

[bodas]


Um casal sentado à mesa; cada um numa extremidade desta. A mesa possue várias gavetas e sobre ela há pratos para cada um, talheres, duas taças, uma garrafa de vinho e um castiçal com velas apagadas. Os dois são casados há muito tempo, mas não são velhos. O homem não tem o pé direito e a mulher não tem a mão esquerda.

(Ouve-se o chiar de uma panela de pressão e alguém batendo na porta constantemente).

Homem – Estão batendo na porta.
Mulher – É... já faz tempo que a panela de pressão está chiando.
Homem – Eu acho que é um novo moço. Deve ter vindo buscar a prestação do lençol que comprou.
Mulher – Qual?
Homem – O preto.
Mulher – Não, o feijão que eu estou cozinhando é o roxo. Não tinha feijão preto. No almoço eu vou fazer feijão temperado.
Homem – Maravilhoso!!!
Mulher – Feijão com fígado, orelhas, rins, pé...
Homem – Já estava na hora dele passar. Não dá para ficar guardando o dinheiro sempre.
Mulher – E costela.
Homem(pegando um carnê) Ah, não. Isso não. Eu não gosto.
Mulher – Vai ficar bem cozida.
Homem – Tem três meses. Estou olhando aqui no carnê. Tem três meses que o cobrador não passa aqui em casa. Desde o dia da reforma do banheiro. Isso não dá.
Mulher – Não vai querer então?
Homem – Eu não vou mais pagar. O problema é dele, substituísse antes.
Mulher – Vou fazer sem costela. (Pausa) Realmente, melhor seria se fosse feijão preto.
Homem – Eu nem sei por que você comprou.
Mulher – Ora, só tinha o roxo.
Homem – Lembro perfeitamente. Eu dizia: “o que vamos fazer com um lençol preto?” Ninguém dorme numa cama com lençol preto.
Mulher – Era o único que tinha.
Homem – O melhor era não ter comprado.
Mulher – Já faz dias que não comemos feijão. Um feijão temperado, gordo. Só de falar me dá água na boca. Adoro essas coisas. Chego a babar, chego a...
Homem – E eu não percebo? O lençol todo molhado pela manhã. E isso é quase toda noite. Tem que procurar um médico.
Mulher – Acha que eu tenho algum problema?
Homem – Pode ser.
Mulher – Mas da última vez que eu medi o meu colesterol ele estava bom.
Homem – Faz quatro meses que compramos o lençol.
Mulher – Quatro meses apenas. Não é hora de fazer um “check-up”. Se bem que engordei um pouco.
Homem(pensativo) Pode ser o feijão.
continua...

[renato ribeiro]

3 comentários:

Guilherme disse...

O que vc fez com meu filho? Ele já ouviu "Break the ice" um milhão de vezes! Ele diz que é triste, apesar de sexy... Onde já se viu? Isso é que dá andar com más companhias.

Lurdinha

Renato Ribeiro disse...

Me desculpe Lurdinha, mas acho que isso é culpa do "Bug do milênio".
Contrariando as previsões, ele acabou acontecendo nesta passagem de ano.

dilyn disse...

Gostei desse diálogo atravessado. Acredito que isso funcionaria em cena tanto como literatura. Me diverti. Abraços. Adélia Carvalho